terça-feira, 12 de fevereiro de 2019

Reflexões sobre as recentes tragédias

Não é para ter medo de 2019, é para entender que hoje estamos, mas amanhã podemos não estar mais.

Por Leonardo Bueno
Fonte: https://www.gospelprime.com.br/reflexoes-sobre-as-recentes-tragedias/

Neste início de 2019, o Brasil vem experimentando várias notícias de tragédias. Primeiro, tivemos o desastre de Brumadinho, com o rompimento da barragem. Após isso, um temporal fez quase 10 mortos no Rio de Janeiro, onde ocorreu também um incêndio no Centro de Treinamento do Flamengo, matando meninos a flor da idade, cheios de sonhos. E o país ontem, recebeu a morte trágica do jornalista Ricardo Boechat que estava em um helicóptero que se espatifou em cima de um caminhão no Rodoanel, em São Paulo.



Diante de fatos tão tristes como estes, o que tenho visto em muitas pessoas, inclusive religiosos, são duas atitudes que a meu ver refletem a dificuldade das pessoas de verem a realidade nua e crua como ela é. Assim, cria-se uma espécie de “pensamento mágico” para a pessoa suportar as tragédias. E isso é perigoso, quando não a denotar uma falta de empatia. Vejamos.

Em primeiro lugar, temos o surgimento de conspirações. Conspiração é uma hipótese explicativa ou especulativa que sugere que duas ou mais pessoas ou uma organização têm tramado para causar ou acobertar, por meio de planejamento secreto e de ação deliberada, uma situação ou evento tipicamente considerado ilegal ou prejudicial.

Em outras palavras, em suas esmagadoras vezes, a conspiração traz ideias sem fundamentos, muitas vezes produzindo suposições que contrariam a compreensão predominante dos eventos históricos ou de simples fatos.

No caso das referidas tragédias, vi gente dizendo que a sequência quase concomitante delas teria a ver com uma trama engedrada pelo atual governo para retirar o foco das investigações sobre a família do Presidente. Falando nele, está na internet, um vídeo amador que insinua que a própria facada que ele levou em Juiz de Fora seria uma farsa, algo que vi muita gente de esquerda defendendo ou buscando vincular.


Ainda vi, ontem uma mulher dizendo que a tragédia com o Boechat teria se dado porque ele estaria trabalhando em uma reportagem bombástica que traria à tona quem seriam os supostos mandantes da facada em Bolsonaro.

Diante destas conspirações, o que mais me chama a atenção é a “certeza” que as pessoas externam ao afirmarem e publicarem em redes sociais coisas assim, mesmo sem nenhuma prova concreta do que dizem. Não sei em que mundo estas pessoas vivem. Não que algumas conspirações posteriormente se mostraram verdades, mas, para isso houve FATOS CONCRETOS provados. E nesses casos que citei? Zero de concretude.

Por outro lado, nestas tragédias, também é comum em alguns religiosos, que ainda não entenderam o que é a Graça de Deus, de dizer que o ocorrido é um “castigo divino”, uma retribuição de Deus pela pessoa não ter agido corretamente.

Vimos, por exemplo, no caso do Boechat gente dizendo que sua terrível morte foi uma reprimenda de Deus, por ele, além de ser ateu, ter, de forma extremamente chula e agressiva, mandado o pastor Silas Malafaia, que seria um “ungido” de Deus, a sair procurando por aí uma genitália masculina, além de qualificá-lo como um explorador da fé.

A meu ver, alguém que fala coisas assim, usa o nome de Deus em vão, algo que é totalmente antibíblico (Exôdo 20:7). Ademais, mostra um tipo de pensamento binário muito pobre, do tipo: se eu sigo a Bíblia, estou protegido. Quem é “ímpio”, recebe a maldição sobre sua vida. Ocorre que se formos olhar à nossa volta, veremos inúmeras vezes em que o justo sofreu tragédias sem fim em sua vida e aparentemente o homem mau só teve sucesso, algo que o salmista menciona com maestria (Salmos 73).

Penso que nada passa despercebido ao olhar de Deus, mas, a real retribuição daquilo que fizemos de bom ou mal se dará na vida vindoura. Aqui estamos apenas de passagem. Como foi muito lembrado ontem na morte do aludido jornalista: A vida é um sopro.

Concluo, com uma frase que li ontem na internet, de autor desconhecido: Não é para ter medo de 2019, é para entender que hoje estamos, mas amanhã podemos não estar mais. Então viva, ame, peça desculpas, faça, ajude, porque o tempo passa e não existe o controle de voltar atrás. Isso é, inclusive, a mensagem central que a Bíblia nos traz no livro de Eclesiastes.

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2019

Pastores da China desafiam perseguição: "Quando um é preso, outro assume o trabalho"

Líderes cristãos chineses afirmaram que não irão se intimidar diante da crescente perseguição religiosa em seu país.

FONTE: GUIAME, COM INFORMAÇÕES DA PORTAS ABERTAS (EUA)
ATUALIZADO: SEXTA-FEIRA, 8 FEVEREIRO DE 2019 AS 11:56
Apesar da perseguição religiosa, o cristianismo cresce exponencialmente na China. (Foto: AFP via Getty Images)
Apesar da perseguição religiosa, o cristianismo cresce exponencialmente na China. (Foto: AFP via Getty Images)
Recentemente, a equipe da missão Portas Abertas (EUA) reuniu-se com líderes de igrejas chinesas para ouvir suas histórias e testemunhos do que está acontecendo atualmente no país mais populoso do mundo e encorajar outros cristãos perseguidos, enquanto lidera a igreja durante a crescente perseguição. Esse tempo juntos também foi uma oportunidade rara de encorajamento mútuo.
Bai Yahui, uma cristã da China Central, contou como a polícia havia fechado todas as igrejas domésticas na região, avisando que os pastores não deveriam mais realizar mais nenhum culto ou qualquer outro tipo de reunião entre cristãos.
Os pastores de área foram colocados em "provação", disse ela, e foram orientados a ir à delegacia toda vez que recebiam uma ligação policial dizendo-lhes para relatar seus movimentos e atividades. A polícia liga frequentemente em horários aleatórios, dia ou noite. Bai conta como ela e outros líderes estão respondendo à crescente perseguição do estado:
"Estamos constantemente no limite", disse ela, "Mas nossa fé cresceu e estamos mais determinados do que nunca a ver os cristãos na área se manterem fortes e não comprometerem sua fé em Jesus. Nós começamos muitas reuniões menores agora, e mais e mais irmãos e irmãs estão levantando as mãos para atuar como líderes de igrejas em mini-casas".
Discipulado
Outro pastor, Tito*, tem alcançado jovens por meio do discipulado há muitos anos. Em 2017, o governo chinês novamente proibiu todas as atividades de jovens cristãos, desta vez com uma nova determinação para impedir que os adolescentes chegassem à fé cristã. Este novo movimento basicamente considerou crime qualquer tipo de trabalho cristão com jovens.
"Inicialmente, fiquei muito frustrado com as tentativas do governo de nos calar", diz Titus. "Mas recentemente, eu abracei isso como uma nova temporada em que Deus nos trará aqueles que verdadeiramente estão famintos por Ele e estão dispostos a seguir a Jesus a qualquer custo".
"Muitos jovens têm muito medo de comparecer às nossas reuniões, por isso estamos tentando maneiras novas e criativas de ter comunhão. Nós praticamos esportes e tocamos instrumentos musicais juntos, comemos juntos e estudamos em grupos. Aproveitamos todas as oportunidades para orar uns pelos outros e compartilhar as escrituras que nos fortalecem e nos dão esperança. O sentimento de amor e solidariedade é incrível", destacou.
"Responderemos em amor"

Levando para casa a situação atual dos cristãos na China, dois pastores que viajaram para se encontrar com a equipe da Portas Abertas (EUA) receberam telefonemas de familiares 24 horas após a partida, alertando-os de que a polícia estava procurando por eles. As autoridades queriam saber sobre seu paradeiro e por que não haviam retornado suas ligações.
Apesar da vigilância contínua e da sempre presente nuvem de suspeita, esses líderes refletiam uma enorme sensação de alegria quando adoravam a Deus. Seus sorrisos, risos e determinação para levar a igreja a conhecer Jesus representam os crentes em todo o país, que estão se reunindo para determinar os próximos passos e sua resposta à perseguição.
Bai Yahui destacou que apesar da tensão gerada pelo cerco fechado do Partido Comunista sobre as igrejas, os pastores não se intimidam.
"A situação é tensa, mas sabemos que Deus está em movimento, apesar das restrições. Realizamos uma reunião dos líderes regionais e concordamos que, quando um de nós for preso, outro assumirá o trabalho. Também decidimos responder à polícia respeitosamente e com amor, mesmo que gritem conosco ou usem força física [em tentativas de] nos fazer entregar os nomes de outros crentes", contou ela.
*Nome fictício, usado em razão da segurança do pastor citado.

segunda-feira, 11 de junho de 2018

GRUPO LGBT CRIA VERSÃO GAY DA SANTA CEIA, E AINDA EXIGE RESPEITO?



GRUPO LGBT CRIA VERSÃO GAY DA SANTA CEIA, E AINDA EXIGE RESPEITO?



Na imagem vemos alguns homens fazendo sexo e se beijando, como ato de profanação a fé cristã.

Mesmo em se tratando de apenas uma imagem simbólica, que retrata a Santa Ceia, onde JESUS e seus doze apóstolos se reuniram antes de CRISTO ser crucificado, podemos notar a grande maldade por parte da comunidade LGBT na alusão feita em relação a famosa pintura, pois a deturparam e vilipendiaram de maneira vil e grotesca.

Um grupo LGBT da Itália denominado DiverCity, recriou uma imagem da Santa Ceia, só que na versão gay, essa imagem causou muita polêmica e trouxe a tona várias discussões sobre a questão da Homossexualidade e religião.

Bom, já sabemos que nós cristãos sempre respeitamos as diversidades, porém, não aceitamos a imputação de ideologias onde visam doutrinar crianças em suas práticas que vão de contra os princípios cristãos, e nem a profanação de nossa fé.

A falta de respeito por parte de integrante e simpatizantes do grupo LGBT não vem de hoje.


Em 2013, na ”marcha das vadias”, dois integrantes do grupo quebraram diversas imagens católicas; o que gerou total repercussão negativa por parte da mídia cristã, principalmente católica.


A Bíblia nos alerta quanto a estes acontecimentos, confira;
Filhinhos, é já a última hora; e, como ouvistes que vem o anticristo, também agora muitos se têm feito anticristos, por onde conhecemos que é já a última hora. Saíram de nós, mas não eram de nós; porque, se fossem de nós, ficariam conosco; mas isto é para que se manifestasse que não são todos de nós. – (1 João 2:18,19)

Por isso devemos estar atentos para não vacilarmos e estarmos sempre preparados para as investidas do maligno no mundo espiritual. No Brasil, principalmente nos últimos anos, temos visto inúmeras batalhas judiciais, e também no parlamento devido a estes casos de grande repercussão.
Estejamos em oração e sempre estudando as escrituras para que possamos combater o bom combate contra o mal. FONTE:

quarta-feira, 23 de maio de 2018

Legado do PT - COPA DO MUNDO



fonte: G1

Quatro anos depois, ainda há obras prometidas para Copa no Brasil inacabadas em 11 das 12 cidades-sede


Os quatro anos que separam a Copa no Brasil do Mundial que começa no próximo dia 14 na Rússia não foram suficientes para terminar obras de infraestrutura que deveriam ter sido entregues até 2014. De todas as 12 cidades-sede brasileiras, 11 têm algum projeto que chegou a ser prometido para a Copa ainda inacabado.

Apenas o Rio concluiu todas as obras, não necessariamente dentro do prazo para a Copa de 2014. Além disso, a cidade recebeu a Olimpíada dois anos depois, razão pela qual muitos projetos não foram deixados de lado assim que o torneio de futebol terminou – como ocorreu em outras capitais.

A maioria das obras que ainda não foram entregues é da área de mobilidade urbana ou de ampliação e melhorias em aeroportos. Falta de dinheiro, problemas com empreiteiras, contratos rescindidos e impasses judiciais e com desapropriações estão entre as causas do atraso de anos na conclusão dos projetos, segundo as administrações.

Veja a situação em cada cidade-sede:

Belo Horizonte

Aeroporto de Confins ainda tem obras prometidas para a Copa inacabadas  (Foto: Humberto Trajano/ G1)Aeroporto de Confins ainda tem obras prometidas para a Copa inacabadas  (Foto: Humberto Trajano/ G1)
Aeroporto de Confins ainda tem obras prometidas para a Copa inacabadas (Foto: Humberto Trajano/ G1)
No Aeroporto Internacional de Confins há obras de ampliação e modernização do terminal paradas desde setembro de 2014. A empresa que opera o local desde agosto daquele ano afirma que melhorias prometidas para a Copa são responsabilidade da Infraero. Ambas estão em negociação para concluir as intervenções. Veja a reportagem completa


Cuiabá
Nove obras prometidas para a Copa de 2014 seguem inacabadas na capital de Mato Grosso – e isso tem custado caro aos cofres públicos. Entre elas, está a construção do Veículo Leve sobre Trilhos (VLT), que já consumiu R$ 1,066 bilhão e está parada desde dezembro de 2014. Só 6 km de trilhos foram concluídos, do total de 22 km.

Uma nova licitação será feita e não há prazo de conclusão. Enquanto isso, a manutenção de 42 vagões e de outros materiais já comprados custa R$ 16 milhões por mês. Veja a reportagem completa

Curitiba

Obra inacabada de responsabiliade do Governo do Paraná que faz parte do projeto Corredor Aeroporto/Rodoferroviária  (Foto: Giuliano Gomes/PR Press)Obra inacabada de responsabiliade do Governo do Paraná que faz parte do projeto Corredor Aeroporto/Rodoferroviária  (Foto: Giuliano Gomes/PR Press)
Obra inacabada de responsabiliade do Governo do Paraná que faz parte do projeto Corredor Aeroporto/Rodoferroviária (Foto: Giuliano Gomes/PR Press)

Obra inacabada de responsabiliade do Governo do Paraná que faz parte do projeto Corredor Aeroporto/Rodoferroviária  (Foto: Giuliano Gomes/PR Press) Obra inacabada de responsabiliade do Governo do Paraná que faz parte do projeto Corredor Aeroporto/Rodoferroviária  (Foto: Giuliano Gomes/PR Press)
Obra inacabada de responsabiliade do Governo do Paraná que faz parte do projeto Corredor Aeroporto/Rodoferroviária (Foto: Giuliano Gomes/PR Press)
Quatro das 13 obras prometidas para a Copa ainda não foram concluídas – três de responsabilidade do governo estadual, e duas, da Prefeitura de Curitiba. Todas elas fazem ligação entre a capital e a Região Metropolitana, como o corredor Aeroporto-Rodoferroviária – onde já foram investidos mais de R$ 44 milhões – e a reforma e ampliação do Terminal do Santa Cândida.

Entre as razões alegadas para o atraso de anos estão problemas com as empresas que venceram as licitações e impasses judiciais. Veja a reportagem completa

Brasília

Imagem aérea do estádio Mané Garrincha em Brasília (Foto: TV Globo/Reprodução)Imagem aérea do estádio Mané Garrincha em Brasília (Foto: TV Globo/Reprodução)
Imagem aérea do estádio Mané Garrincha em Brasília (Foto: TV Globo/Reprodução)
São cinco obras prometidas para a Copa atrasadas, entre elas a urbanização do entorno do estádio Mané Garrincha e a construção do VLT entre o Aeroporto de Brasília e o Plano Piloto. Em 2012, o governo do DF desistiu de entregar o entorno do estádio a tempo para a Copa. Novos prazos foram estabelecidos, mas desde então nada foi feito.

O projeto do VLT foi cancelado definitivamente em 2015. Na ocasião, o Metrô, responsável pela obra, disse que estudava "novos traçados para o veículo". Três anos depois, nenhum novo plano foi anunciado. Foram gastos pelo menos R$ 20 milhões antes da suspensão do projeto. Veja a reportagem completa

Fortaleza

Fortaleza

Obras do Aeroporto de Fortaleza viraram amontoado de ferro e concreto. (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)Obras do Aeroporto de Fortaleza viraram amontoado de ferro e concreto. (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)
Obras do Aeroporto de Fortaleza viraram amontoado de ferro e concreto. (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)

Obras do Aeroporto de Fortaleza viraram amontoado de ferro e concreto. (Foto: TV Verdes Mares/Reprodução)
A previsão de entrega da expansão do Aeroporto Pinto Martins era dezembro 2013, mas os trabalhos foram interrompidos em maio de 2014. O Veículo Leve sobre Trilhos (VLT) que iria cruzar 22 bairros também não foi entregue e, em alguns pontos da obra, moradores convivem com transtornos há seis anos.

Com custo inicial de R$ 307,5 milhões, a obra do VLT teve o contrato rompido pelo governo estadual com o consórcio responsável após uma série de atrasos. Desde então, cinco licitações foram feitas para tentar dar continuidade à obra – que se encontra com 75,32% de avanço. Veja a reportagem completa


Manaus

Obra de Centro de Atendimento ao Turista no Centro Antigo de Manaus está parada  (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)Obra de Centro de Atendimento ao Turista no Centro Antigo de Manaus está parada  (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)
Obra de Centro de Atendimento ao Turista no Centro Antigo de Manaus está parada (Foto: Adneison Severiano/G1 AM)

O BRT, sistema de ônibus rápido, seria o principal meio de transporte para os torcedores até a Arena da Amazônia. Porém, em 2012, o governo estadual e a prefeitura desistiram de entregar a obra para a Copa, alegando atraso na liberação de recursos para o projeto. Mas ficou a promessa de entregá-lo depois do Mundial – porém a obra ainda nem foi licitada. A prefeitura afirma que o projeto já está pronto, mas não dá detalhes nem prazos.

Dos três Centros de Atendimento ao Turistas prometidos para a Copa, um está com as obras paradas e os outros nem saíram do papel. Veja a reportagem completa

Natal
Ao menos quatro obra previstas para a Copa na capital do Rio Grande do Norte ainda não foram entregues. A mais atrasada é a reforma e padronização de 55 km de calçadas nas avenidas que dão acesso à Arena das Dunas, na Zona Sul da cidade. Com 5% do projeto executado, a obra precisou ser parada por problemas com desapropriações.

A obra dos acessos ao Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves deve ser entregue dentro de 60 dias sem o viaduto que era previsto para ligar a estrada à BR-304 por falta de dinheiro para essa etapa. Veja a reportagem completa


Porto Alegre

Obra na Avenida Cristóvão Colombo, em Porto Alegre, estava prevista para a Copa 2014, mas está parada desde que o consócio desistiu do contrato alegando dificuldades financeiras (Foto: Lucas Bubols/G1)Obra na Avenida Cristóvão Colombo, em Porto Alegre, estava prevista para a Copa 2014, mas está parada desde que o consócio desistiu do contrato alegando dificuldades financeiras (Foto: Lucas Bubols/G1)
Obra na Avenida Cristóvão Colombo, em Porto Alegre, estava prevista para a Copa 2014, mas está parada desde que o consócio desistiu do contrato alegando dificuldades financeiras (Foto: Lucas Bubols/G1)


Obra na Avenida Cristóvão Colombo, em Porto Alegre, estava prevista para a Copa 2014, mas está parada desde que o consócio desistiu do contrato alegando dificuldades financeiras (Foto: Lucas Bubols/G1)
Das 18 obras previstas para a Copa de 2014 na capital gaúcha, dez estão atrasadas e duas nem começaram – todas na área de mobilidade urbana. Parte de um financiamento de R$ 120 milhões do Banrisul será usado para concluir alguns dos projetos. Veja reportagem completa

Recife

Previsto para a Copa do Mundo, Terminal Integrado da IV Perimetral no Recife ainda não foi entregue (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)Previsto para a Copa do Mundo, Terminal Integrado da IV Perimetral no Recife ainda não foi entregue (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)
Previsto para a Copa do Mundo, Terminal Integrado da IV Perimetral no Recife ainda não foi entregue (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)


São cinco as obras de mobilidade prometidas para a Copa ainda não entregues. Além disso, o governo do estado rescindiu no ano passado o contrato para construir a Cidade da Copa, projeto apresentado como primeiro modelo de cidade inteligente no Brasil. Veja a reportagem completa

Rio de Janeiro

Estação do BRT Transcarioca está sem algumas das portas de vidro (Foto: Yasmim Restum/ G1)Estação do BRT Transcarioca está sem algumas das portas de vidro (Foto: Yasmim Restum/ G1)
Estação do BRT Transcarioca está sem algumas das portas de vidro (Foto: Yasmim Restum/ G1)


A cidade tem as obras prometidas para a Copa do Brasil concluídas. Entretanto, um dos principais investimentos de mobilidade para o Mundial sofre com vandalismo e falta de manutenção.

O G1 percorreu os 39 km do BRT Transcarioca, que liga a Barra da Tijuca ao Galeão, e viu sinais de depredação em ao menos 26 das 47 estações. Usuários reclamam do serviço, de portas quebradas, sujeira e falta de manutenção. O custo da obra chegou a quase R$ 2 bilhões, R$ 700 milhões a mais que o valor inicial. O contrato é alvo de investigação na Lava Jato. Veja a reportagem completa

Salvador
Reformas no aeroporto internacional da capital baiana se arrastam até hoje. Houve troca de administração da Infraero para uma empresa francesa, que ainda irá concluir a nova área de check-in. A implementação do BRT na cidade chegou a estar na lista das obras prometidas para a Copa de 2014, mas foi retirada porque não ficaria pronta a tempo. A ordem de serviço para iniciar as obras só foi assinada em março deste ano. Veja a reportagem completa

São Paulo

Operários trabalham nas obras da estação Chucri Zaidan da linha 17-ouro do monotrilho na Zona Sul de São Paulo (Foto: Marcelo Brandt/G1)Operários trabalham nas obras da estação Chucri Zaidan da linha 17-ouro do monotrilho na Zona Sul de São Paulo (Foto: Marcelo Brandt/G1)
Operários trabalham nas obras da estação Chucri Zaidan da linha 17-ouro do monotrilho na Zona Sul de São Paulo (Foto: Marcelo Brandt/G1)

A Linha 17-Ouro do monotrilho, que chegou a ter a inauguração anunciada para antes da Copa de 2014, até hoje não teve nenhuma estação entregue. O projeto foi retirado da lista de obras do Mundial por causa da mudança do estádio da Copa para Itaquera, na Zona Leste. Desde então, os valores da obra aumentaram, e os prazos foram sucessivamente ampliados.


A construção tem sido investigada e alvo de vários questionamentos do Tribunal de Contras do Estado. Inicialmente orçada em R$ 1,39 bilhão, a obra agora deve chegar a R$ 3,5 bilhões. De acordo com o Metrô, a execução do trecho prioritário, entre o Aeroporto de Congonhas e a estação Morumbi da CPTM, está em andamento e deve ser entregue em 2019.