terça-feira, 14 de maio de 2013

Os Verdadeiros Loucos por Jesus…


Uma jovem idealista, cheia de vida e alegria atende ao clamor dos Povos Não-Alcançados. A saudade, a distância e as dificuldades culturais tornam-se pequenas diante do sonho de levar o Evangelho às tribos que não conhecem Jesus. Sem pensar no retorno financeiro e nem dos desafios que virão, está disposta a morrer pela causa, pois tem consciência de que a razão da sua existência encontra-se somente no cumprimento da vocação.
Esta até poderia ser uma minibiografia do meu chamado. Afinal são 16 anos trabalhando e me especializando na Missão Transcultural. Os recursos que até hoje foram investidos desde o meu treinamento aos Projetos de Campo foram grandes demais para calcular neste momento. Por isto dou glórias a Deus. Porém, o que quero compartilhar nesta semana é o que poderia ser chamado de “O clamor dos Missionários”, pois, o Clamor do Mundo já é conhecido por todos. Graças a Deus, pois há alguns jovens que como eu, fizeram a opção de obedecer ao “Ide”. Aliás, estes é que deveriam ser considerados os “Verdadeiros Loucos por Jesus”, não o produto de um evangelho midiático.
Apenas 3% de um total de 100 mil missionários espalhados pelo mundo, estão trabalhando entre os povos Não- Alcançados. Estes povos são assim classificados porque ainda não possuem alguma forma de conhecimento do Evangelho. Isto pode acontecer pela dificuldade da língua, da cultura, da distância ou outros fatores. Mas é para se pensar! Num mundo de bilhões, numa igreja que cresce e “conquista” a cada dia, a expressão ainda é uma vergonha.
É uma vergonha também que neste contexto, missionários e projetos estejam sempre em segundo plano no investimento da Igreja. Mas, como pregarão se não forem enviados?
Com pesar informo que os antigos “tristimunhos” de abandono e falta de compromisso da igreja ainda são uma realidade muito presente em nossos dias. Obreiros de campo são esquecidos, ofertas e compromissos não são enviados, missionários são cortados, missionários em preparação não tem recursos para o trabalho e precisam agir como pedintes para irem ao campo.
Enquanto isso, a cultura bíblica no meio dos nossos jovens está desaparecendo. Os líderes exemplos desta geração buscam na consultoria de imagem suas estratégias para alcançar visualização, Quanto mais polêmica, melhor. Quanto mais ibope, maior é a benção. Minha vontade é desejar que Deus julgue esta causa. Mas peço misericórdia.
Se você já investe na vida de um missionário, não o abandone. Pode ser este o momento em que ele mais precisa. Descubra suas necessidades. Ore por ele, converse com ele! É um investimento no Reino. O retorno é Eterno. O Eterno é o seu retorno!
Não deixe para falar em Missões só no mês de Missões Mundiais, só em época de campanha ou por ocasião de algum evento. A Missão não espera pela conferência missionária. A conferência missionária não é um evento ou festa à fantasia… Estamos falando de vidas.
Que Deus tenha misericórdia da sua Igreja no Brasil e fortaleça seus missionários para que em meio a tantas adversidades, eles não desistam!

Nenhum comentário:

Postar um comentário