segunda-feira, 30 de dezembro de 2013

O homem que ouviu a Deus




O homem que ouviu a Deus
Era uma vez um motorista de caminhão que percorria as estradas de norte a sul, leste a oeste, levando suas cargas às mais distantes cidades do país. Não era um motorista religioso. Nem mesmo queria saber de religião ou de Deus e discutia com quem lhe falasse disso.
Um dia, de tarde, dirigindo seu caminhão a grande velocidade, num trecho longo e reto, viu, ao longe, uma caixa de papelão caída no meio da rodovia. Levado por seu espírito brincalhão, a primeira idéia que lhe veio à cabeça, foi passar por cima dela. Acertou a direção do caminhão para que as rodas da esquerda passassem por cima da caixa e, com um sorriso gozador, abaixou a cabeça olhando fixamente para a caixa, sentindo já o gosto da sua brincadeira. Faltavam poucos metros, quando de repente, pisou no freio enquanto dava um golpe na direção para a direita. Foi tão violenta a manobra que as rodas cantaram no asfalto e o caminhão esteve a ponto de capotar. Mas depois de recuperar o controle, o motorista continuou a viagem, ainda sob o impacto daquele susto.
Percorrido pouco mais de um quilômetro, já mais tranqüilo, o motorista começou a recordar e a refletir sobre o que tinha acontecido.
- Por que eu quis passar sobre aquela caixa e não o fiz? – pensava ele. – Por que aquela manobra repentina não fez o caminhão capotar?… Aquela caixa no meio da estrada pode provocar um acidente grave em algum motorista…
Olhou pelo espelho retrovisor, diminuiu a velocidade, e fez o retorno, falando consigo mesmo:
- Vou retirar aquela caixa da estrada!
Ao chegar ao local onde estava a caixa, desceu do caminhão e quando se aproximou dela, parou espantado: a enorme caixa deslizava pelo asfalto como movida por um fantasma.
Aproximou-se e levantou-a. Um menino, quase um bebê, gatinhava sob a caixa arrastando-a pelo chão. O motorista pegou a criança no colo, chutou a caixa para fora da pista e voltou para a cabine do caminhão. Colocou o menino a seu lado e começou a chorar…
Parou na primeira cidadezinha que encontrou, pegou a criança e ao ouvir os sinos de uma igreja próxima se dirigiu a ela. Explicou ao vigário o que tinha acontecido. Os fieis se interessaram pela criança e não demoraram em encontrar os pais…
O motorista ajoelhou-se na igreja e rezou, rezou como nunca tinha feito, agradecendo a Deus a ajuda que lhe tinha dado na estrada… Ele rezava pensando:
- Eu fugia de Deus e Ele me esperava numa caixa de papelão abandonada na estrada!…
*** *** ***
Onde Deus me está esperando? Deus tem muitas maneiras de vir ao meu encontro. O importante é estar sempre atento para perceber sua chegada, escutá-lo quando se comunica comigo e recebê-lo em meu coração…

Nenhum comentário:

Postar um comentário