segunda-feira, 6 de janeiro de 2014

Quando Deus manda um exército!

Um casal de idosos vivia em sua humilde casa, com a dignidade conquistada nos vários anos de trabalho de sua juventude. Mantinham-se com o dinheiro de suas aposentadorias e do aluguel de uma casinha que, com muito esforço, compraram na juventude. Aconteceu que o homem faleceu.
Deus ouve as orações de seus servosO inquilino, vendo que ficara somente a frágil viúva para cuidar de tudo, deixou de efetuar os pagamentos do aluguel. Quando ela foi reclamar seus direitos, ele a ameaçou e falou-lhe com arrogância:
- Eu moro nesta casa há muitos anos, não vou mais pagar o aluguel e não vou sair. Nem adianta chamar a polícia. Só um exército me arranca daqui. Não me encha mais a paciência, sua velha!
O pastor daquela viúva comoveu-se com a situação e decidiu colocar a igreja em jejum e oração em favor daquela causa.
No final da campanha Deus usou uma pessoa para levar um recado para aquela humilde viúva idosa:
- Não fique perturbada, filha, Eu lutarei por ti. Não temas, pois eu sou contigo!
Ninguém sabe de onde elas vieram, mas, o fato é que logo depois, num final de tarde, milhares e milhares de formigas invadiram a casa do inquilino arrogante.
O sujeito lutou e sofreu a noite inteira, tentando vencer aquele pequeno exército de Deus, porém, sem sucesso. Ao amanhecer, comunicou à proprietária que iria desocupar a casa o mais rápido possível. E foi isso mesmo que fez.
“Não fará Deus justiça aos seus escolhidos, que a ele clamam dia e noite, embora pareça demorado em defendê-los?” (Lc 18. 7)

Nenhum comentário:

Postar um comentário