domingo, 6 de abril de 2014

"A marca da Besta já começou a ser implantada" !!! LEIAM



Também obrigou todos, pequenos e grandes, ricos e pobres, livres e escravos, a receberem certa marca na mão direita ou na testa, para que ninguém pudesse comprar nem vender, a não ser quem tivesse a marca, que é o nome da besta ou o número do seu nome. Aqui há sabedoria. Aquele que tem entendimento calcule o número da besta, pois é número de homem. Seu número é seiscentos e sessenta e seis. Apocalipse 13:16-18 Muitas pessoas relacionam a marca da besta a um Chip, mais especificamente o "Mondex", ao qual que não o tiver em sua mão direita ou em sua testa não poderá comprar nem vender. Vamos neste texto aprofundar um pouco mais neste assunto. Há anos, repetidamente, surgem artigos, vídeos e boatos dizendo que o chip já começou a ser instalado, recentemente começaram boatos dizendo que tal chip está sendo instalado no Brasil e Estados Unidos, dizendo-se ser LEI! Mas, alguém aí já viu o chip sendo instalado? Pois é, eu também não. E desde que nasci(1999) já existem artigos até mais antigos dizendo que o chip estava sendo instalado. A marca da besta, refletindo sobre o parágrafo anterior, é realmente um chip? Podemos dizer que NÃO, mas sim que devemos ter uma certa interpretação do texto bíblico, pois muitas palavras se perdem, ou são traduzidas de forma errada durante as diversas traduções e adaptações da Bíblia. Podemos entender no texto Bíblico que a marca da besta se trata de: A marca na mão direita: negociações, pois, mesmo canhotos, utilizam a mão direita para fechar negócios, para fazerem coisas importantes. Na testa: O PENSAMENTO, queira ou não, você utiliza sua cabeça para pensar, então a marca da besta seria implantada em nossos pensamentos, nas coisas malignas. Com tais explicações sobre a marca da besta em cada lugar, você ainda imagina que seria um chip a tal marca? Pois bem, vamos então para um pensamento mais profundo para derrubar de vez a teoria do chip: "para que ninguém pudesse comprar nem vender,[...]" já pensou o tanto que os governos iriam ter prejuízos? Pois pessoas que não tivessem o chip implantado não poderiam pagar suas contas, comprar, vender, ou seja, não iria gerar dinheiro para o governo(o que sabemos que o governo ama! E é muito dinheiro!), então com este pensamento racional, ainda assim você acredita que a marca da besta seja um chip? Pois bem, digamos que a marca da besta não será bem um chip, mas a marca da besta já está sendo implantada há muitos anos, através de nossos pensamentos e negociações. Por: Marcos Vinícius(Evangelismo Virtual - Entre nessa)

6 comentários:

  1. Essa história surgiu em fevereiro de 2004 e ganhou versões em várias linguas pelo mundo inteiro. De acordo com o site americano BreakTheChain, a versão original foi criada no do Brasil.
    O texto, que vem acompanhado de várias imagens em uma apresentação, diz que existe um projeto mundial onde o governo instalaria um micro-chip em cada cidadão e, com esse implante pode-se fazer transações financeiras e abolir de vez o dinheiro e outros documentos.
    Analisando essas apresentações, pode-se notar que ela tem a mesma estrutura de várias farsas que circulam pela internet:
    - é confuso e alarmista;
    - usa, em alguns trechos, várias palavras em MAIÚSCULAS, para chamar a atenção;
    - diz que a informação é recente, apesar de ser bem antiga;
    - usa trechos da bíblia para confundir o leitor;
    - cita nome de empresas multi-nacionais;
    - pede para ser repassado ao maior numero de pessoas;
    Logo no primeiro slide, o texto diz que essa é a novidade mais recente do mundo! Se fosse verdade, já não seria mais novidade devido ao tempo que ela já circula pela rede.
    Em seguida, pode-se ler que o aparelho (do tamanho de um grão de arroz!) já tem ajudado a inibir vários seqüestros de empresários em todo o mundo. Como que um aparelho invisível inibiria um seqüestro ?
    Mais adiante o autor explica como a "novidade" funciona e que vários países já estão envolvidos no projeto. Diz também que foram gastos mais de um milhão de dólares só para descobrirem que os únicos lugares no corpo humano onde é possível se fazer o implante são: a mão direita e/ou a testa! Aí vêm as dúvidas:
    - Qual a diferença da mão direita que não tem na esquerda? E quem é canhoto?
    - Como que o corpo humano, tão complexo e cheio de lugares interessantes para se colocar um aparelho do tamanho de um grão de arroz, não tem outro lugar para se implantar o mondex?
    A resposta é simples: o autor criou esse trecho só para poder coincidir com o trecho citado na bíblia.
    O texto diz que o processo cirúrgico é muito complicado, tão complicado que a sua remoção é muito difícil e quase impossível, porém, em uma das imagens podemos ver que a ferramenta usada no implante é uma seringa.
    Uma prova de que há outros lugares no nosso corpo para se implantar algum dispositivo é uma notícia que foi publicada na revista Veja, na edição 1.743, de 20 de março de 2002. Segundo a revista, a empresa Applied Digital lançou em 2002 um micro-chip chamado de VeriChip, que é implantado no braço ou ombro, e emite a localização exata de seu portador, no caso de um seqüestro.
    Também não é necessário se recorrer à chips para abolir o cartão magnético. O banco Bradesco, por exemplo, começou a utilizar em 2008 um sistema de autenticação do cliente pela palma da mão! Para retirar dinheiro em um caixa eletronico, o cliente coloca a mão aberta em um escaner e esse reconhece a mão e libera o dinheiro. E não precisa ser necessariamente a mão direita. Pode ser usada qualquer uma das mãos, desde que essa seja pre-cadastrada no sistema do banco. O sistema reconhece o padrão das veias da mão, que é único em cada indivíduo, tornando impossível qualquer tipo de fraude! Essa tecnologia chamada-se biometria.
    O professor Gilson Medeiros, graduado em teologia e pós-graduado em sociologia, explica em seu blog mais alguns pontos que denunciam a inveracidade do implante Mondex.
    O texto dala de uma Bateria de Litio que se carrega com a temperatura do corpo humano. Fruto da imaginação do autor, além de mentira, sem qualquer noção de como se funciona um chip subcutaneo, e não tem nenhuma noção de física
    O nome Mondex pertence à empresa MasterCard e refere-se á tecnologia usada nos smart cards, ou seja, não tem nada a ver com implantes em seres humanos, e sim com chips usados em cartões de crédito e débito.
    Um coisa é certa, com toda essas associações com o apocalipse, esse chip se um dia existir nunca dará certo, pois as pessoas terão medo de usa-los. Como diz o ditado, melhor prevenir que remediar.

    ResponderExcluir
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  3. Fiquei autromatizada será que nóis todos já temos? :/

    ResponderExcluir